Solidariedade Voluntariado

Em Macapá, grupo de mães transforma amor em assistência social

Por Joyce Batista

Quando pensamos em amor de mãe, é comum que o sentimento que nos invada seja um inexplicável e mais forte que tudo. Agora, imagine a força que esse sentimento teria se expandisse na direção de quem mais precisa. Em Macapá, é isso que vem acontecendo com um grupo de 22 mães, que decidiu estender o amor materno para comunidades carentes. Juntas, elas criaram o projeto “Mães Solidárias”, e há quatro anos trabalham para que o sentimento que as move se converta em ações de assistência social.

A iniciativa nasceu no coração da jornalista e mãe e três filhos Dani Sanches, de 33 anos. Segundo ela, houve um momento muito difícil de sua vida, em que precisava ocupar sua mente com algo bom. Foi então que Dani começou a fazer boas ações e logo chamou a amiga Aline Kaiser – também jornalista – para se juntar a essa boa causa. Rapidamente, muitas outras mães aderiram ao projeto e deram nome à iniciativa.

“Em 2015, eu estava passando por um momento muito conturbado e eu precisava ocupar minha mente com alguma coisa. Eu sempre fui muito indignada principalmente com as demandas sociais e vendo o grande número de pedidos de ajuda na internet, surgiu a ideia”, contou Sanches.

Como funciona

A ajuda do grupo acontece conforme a demanda que chega ou que é encontrada nas redes. Caso a necessidade seja confirmada, as mães se mobilizam para buscar ajuda através de doações e resolver o problema da melhor forma possível. Muitas vezes, elas usam o próprio dinheiro.

O grupo já ajudou com doação de cestas básicas, roupas e calçados, remédios, brinquedos, pagamento de aluguel, procura de emprego, entre outras medidas. Mas, segundo elas, é muito difícil continuar ajudando com poucos recursos.

“O Mães Solidárias me ajudou a ajudar o próximo. Eu queria fazer muito mais, mas infelizmente a gente não consegue abraçar o mundo com os próprios braços. Então, tentamos unir as mãos e esticar para ver se conseguimos fazer alguma coisa. Eu acho que se todo mundo ajudar um pouquinho, será muito importante para quem não tem nada”, explica a criadora do projeto.

Para dar conta da demanda, o grupo quer ampliar a iniciativa e se transformar em uma ONG para conseguir beneficiar mais pessoas. E todo mundo pode fortalecer esse lindo projeto com doações e voluntariado.

Bora, gente?!

Para ajudar, basta entrar em contato através dos telefones: (96) 99191-2955/99111-1916/98119-9366/ ou através do perfil Mães Solidárias AP nas redes sociais.

Ação do projeto com famílias de Macapá

Marcelle Nunes

Jornalista, amapaense, irmãe, sagitariana com ascendente em gêmeos e - talvez por isso - naturalmente faladeira.

Adicionar Comentário

clique aqui para adicionar comentário

error: Conteúdo Protegido!!