Solidariedade Voluntariado

Jovens apostam na caridade para transformar a realidade de Macapá e Santana

Por Joyce Batista

 

Cerca de 40 pessoas que integram o grupo Jovens em Ação (JEA) estão fazendo a diferença através de ações solidárias. A iniciativa tem como objetivo ajudar pessoas que enfrentam dificuldades ou necessitam de algum tipo de apoio.

O projeto nasceu após uma ação de Natal em 2016, através de uma ação de Maria Clara Colares e alguns dos seus amigos. Após uma tarde de brincadeiras e doações para a Casa da Hospitalidade, o grupo resolveu que iria continuar com o trabalho voluntário, e já no ano seguinte oficializou a iniciativa como a conhecemos hoje.

 

Entre as centenas de pessoas já beneficiadas com as atividades dos jovens estão crianças e idosos de abrigos, vítimas de incêndio, famílias carentes, entre outros. Onde existe alguém precisando de ajuda, o projeto se faz presente.

“O JEA presta diversos serviços à comunidade. Se nós entendemos que aquela ação irá beneficiar a sociedade, famílias e a comunidade, nós iremos intervir”, conta o voluntário Wesley Cavalcante, de 21 anos.

Composto atualmente por jovens e adultos entre 14 e 23 anos, o grupo realiza a maior parte das ações nos municípios de Santana e Macapá. A ideia é ampliar as ações e ter outros núcleos em diversos municípios, mas para isso, é preciso mais voluntários.

Para integrar o grupo Jovens em Ação basta apenas procurar um dos coordenadores e se comprometer com as ações, sendo os únicos critérios, a responsabilidade e a boa vontade. Quem já faz parte da iniciativa diz que são muitos os benefícios de fazer o bem.

“Foi através do grupo que eu pude perceber que a gente era capaz de mudar, de fazer diferente não só na nossa vida. A gente consegue perceber que com o pouquinho que fazemos mudamos a vida ou dia de algumas pessoas. Se a gente levantar e ter coragem para fazer as coisas, vemos que de fato podemos melhorar, contribuir para um mundo e um lugar melhor para se viver”, contou o coordenador do JEA, Alex Uchôa, de 19 anos.

Além contribuir para a melhora de vida da comunidade, o grupo também ajuda os próprios voluntários, fazendo assim um trabalho tanto externo quando interno.

“A gente se sente completo porque o JEA não ajuda somente as pessoas de fora, mas também os integrantes. Muitos têm problemas pessoais como depressão e a gente tenta nos ajudar para poder ajudar o próximo”, disse o voluntário Wallace Nunes, de 17 anos.

Ajude o JEA

O grupo não possui vínculo com nenhum órgão ou empresa que o mantém, mas sobrevive através do apoio da população que quando procurada, contribui.

“As demandas surgem de forma inesperada. A gente vai de porta em porta. Não pedimos muito, qualquer valor é significativo. Nós encaixamos as doações de acordo com a demanda”, diz Wesley.

 

Para se juntar a essa corrente de solidariedade através do voluntariado ou da doação de dinheiro e materiais, basta entrar em contato com o telefone (96) 99127-3715 (Alex Uchôa) ou procurar o grupo nas redes sociais: https://m.facebook.com/Jovens-em-A%C3%A7%C3%A3o-286817195100812/ (Facebook) e @jovensemacao_ (Instagram).

Marcelle Nunes

Jornalista, amapaense, irmãe, sagitariana com ascendente em gêmeos e - talvez por isso - naturalmente faladeira.

Commentário

clique aqui para adicionar comentário

error: Conteúdo Protegido!!