Solidariedade Voluntariado

Sopa do Amor servida por grupo católico acompanha apoio psicossocial e religioso em Macapá

Por: Joice Batista
A cada dois meses os moradores de
periferias amapaenses em risco social experimentam uma sopa temperada com amor,
solidariedade e fé. Ela é servida por 22 voluntários do Ministério da Promoção
Humana da Comunidade Católica Shalom em Macapá.
O projeto “Sopa do Amor” é
somente uma das iniciativas do grupo religioso, em prol das causas sociais. O
alimento é preparado pelos voluntários com produtos doados pela comunidade,
depois levado ao local escolhido e distribuído, ao mesmo tempo em que há uma
conversa de apoio emocional e psicológico com as pessoas, além da
evangelização.
“A gente não faz só a
distribuição da sopa, mas tem um contato com eles. É uma forma de nos
aproximarmos e expormos o quanto eles são importantes para nós e para Deus. Nós
falamos do amor, das palavras de esperança e a gente convida eles também para
participarem das nossas atividades”, afirmou Jairene Silva de Lima, psicóloga
de 35 anos que atua como voluntária no projeto.
Os locais das ações são
escolhidos de acordo com a vulnerabilidade social. Na última ação do grupo,
cerca de 100 pessoas foram alcançadas com o projeto na área portuária do
município de Santana.
A próxima distribuição de sopa está
marcada para o mês de agosto, ainda sem data e local definidos.
Ministério da Promoção Humana
As ações sociais do Ministério da
Promoção Humana acontecem há 25 anos no Amapá, desde que a comunidade Shalom
chegou ao estado. Atualmente, o grupo tem uma diversidade profissional e etária
e promove ações como amparo social, distribuição de alimentos, visitas em
presídios e outras iniciativas, sempre contando com o apoio de voluntários e
benfeitores.
Além de contribuir para o bem-estar
de pessoas em situação de risco social, os projetos tem deixado um grande
ensinamento. “Para mim, é a maior alegria. Quem ganha somos nós. A gente faz
não para ficar conhecido, é porque tivemos uma experiência profunda com Deus e
queremos que os outros tenham também, que tenham fé e a certeza de que a gente
não está sozinho nesse mundo. Enquanto houver esperança, existe um caminho”,
disse Jairene.
Apoie essa ideia
Quem deseja ser voluntário nas
ações da comunidade Shalom ou ajudar o projeto de outras formas, precisa
somente se prontificar no Centro de Evangelização da Comunidade Católica Shalom,
localizado na Rua Paraná, n° 607, bairro Santa Rita.
error: Conteúdo Protegido!!